20 ago. 2010

Anderson Braga Horta

FLECHA

Não é tristeza o que sinto.
E embora esta ardência, embora
um quase-pranto, não minto:
não, a minha alma não chora.

O que há é uma ânsia, um grito,
uma emoção retesada,
em cuja corda de nada
embarco para o infinito.


(De Quarteto Arcaico)


FLECHA

No es tristeza lo que siento.
Y aunque me constriña ahora
un cuasillanto, no miento:
no, mi corazón no llora.

Lo que hay es un ansia, un grito,
una emoción contenida,
de cuya cuerda de nada
me arrojo hacia el infinito.


(Traducción del Autor)

No hay comentarios:

Publicar un comentario